Retrato do autodeboche parisiense

A- A+

 Os parisienses podem ser arrogantes mas sabem rir deles mesmos. Veja as descrições feitas por Olivier Magny, “parisiense de pai, mãe e avós”.

  • “O parisiense adora o TGV[i]. Claro, todos os franceses gostam do TGV, pois ele torna a França e uma parte da Europa rapidamente acessíveis. Mas o parisiense se beneficia do TGV em outra medida: o mapa das linhas de TGV nos ensina que a França é uma constelação da qual Paris é o Sol.”
  • “Três critérios definem o “hypeness” em Paris: ter um iPhone, andar de All Star e comer sushis. (…) Os restaurantes japoneses são abundantes em Paris… e geralmente são propriedade de um chinês.”
  • “Uma refeição sem café em Paris é como um dia sem álcool na Inglaterra: uma coisa muito rara. Nas últimas décadas, a sobremesa se sobrepôs ao queijo depois do prato principal. Agora, é ela que é substituída pelo café”. Hoje, o parisiense pede, exclusivamente no almoço, um café gourmand[ii].
  • “O Jardin du Luxembourg é o parque preferido do parisiense, junto com o Central Park. Andar pelas alamedas do Luco é para ele um encanto. Um convite típico parisiense: ‘vamos passear no Luxembourg, eu preciso estar ao ar livre.’”
  • “Embora faça suas compras no supermercado, o parisiense adora uma feira-livre.”
  • “Nos EUA, a gente consegue se virar com uns dez adjetivos. Em Paris basta um único: sympa.”
  • “Não fique parado em um semáforo: com certeza deve haver outra solução. Parisianismo típico: ‘calma, vem, podemos atravessar.’”
  • “O esqui não é um esporte, é uma distração.”
  • “A questão ‘onde você gostaria de morar?’ só admite, em Paris, uma única resposta: Nova York. Morar em Nova York é o sonho do parisiense.”

[i] TGV : Train à Grande Vitesse. Trem de Grande Velocidade; Trem-Bala
[ii] O café gourmand é um café expresso de boa qualidade servido com três ou quatro biscoitos e bolinhos finos.

Quer viajar para Paris e comportar-se como um verdadeiro parisiense? Mas fingir ser um parisiense sem falar francês não tem graça né! Então comece já seu curso! Não sabe seu nível? Faça já o teste de nível de francês do IFESP, o melhor instituto de francês no Brasil.

 

Comentários