O que você precisa saber sobre o visto de trabalho francês

A- A+

Se você sonha em trabalhar na França, há alguns detalhes muito importantes que devem ser acertados antes mesmo de você desembarcar em terras estrangeiras e começar a efetivamente pegar no batente por lá, e o principal deles concerne ao visto de trabalho!

Sem essa autorização para trabalhar em território francês, conhecida também como permis de travail, sendo um indivíduo estrangeiro e cidadão não-europeu, como é o caso dos brasileiros sem dupla cidadania europeia, você não pode ocupar um cargo profissional no país de maneira formal. 

Daí a importância de cuidar da emissão do seu visto, que pode ser feita junta à Embaixada da França no Brasil ou ao Consulado da França no Brasil!

Para que você possa solicitar seu visa, no entanto, é preciso entender, antes, qual é exatamente a sua situação profissional. Você foi recrutado via um contrato de duração determinada ou indeterminada por uma empresa francesa? Você foi aceito em um programa de estágio? Ou você pretende atuar em uma atividade não assalariada ou liberal no país?

Além disso, é preciso saber quanto  tempo você passará na França, pois é a combinação desses dois fatores, isto é, situação profissional e duração da estada, que, grosso modo, definirá o tipo de visto a ser solicitado por você.

Dito isso, vejamos, então, quais são os três visas mais recorrentes quando o assunto é trabalho na França. São eles:

  • Visa de court séjour

Para profissionais que passarão menos de ou até 90 dias em solo francês.

  • Visa de long séjour

Para profissionais que passarão mais de 90 dias em território francês. 

Tal visa pode valer tanto um titre de long séjour (VLS-TS), que tem duração de até no máximo um ano e precisa ser validado junto ao OFII (Office français de l’immigration et de l’intégration); ou vir com a menção de “carte de séjour à solliciter”, com duração de três meses, com o qual você pode solicitar seu titre de séjour junto à prefeitura do seu departamento de residência em até dois meses contados a partir da sua chegada ao país.

  • Visa vacances-travail

Aqueles que tiram um visto do tipo “vacances-travail” podem permanecer na França por no máximo um ano sem precisar se registrar junto ao OFII e estão autorizados a trabalhar no país desde o momento de sua chegada. 

No entanto, o titular desse visto não pode prolongar sua estada no país e nem mesmo solicitar um titre de séjour na prefeitura do seu departamento de residência.

E aí? Está animado em construir seu projeto de imigração profissional? Pois temos o texto perfeito para te orientar nesse importante processo de tomada de decisão! Leia mais sobre como construir uma carreira internacional em terras francesas aqui.

Comentários