O Cancan da “belle époque” resiste bravamente em cabarés parisienses

A- A+

Os cabarés habitam nosso imaginário através das pinceladas do pintor Henri de Toulouse-Lautrec e dos filmes americanos, registros de uma tradição folclórica que um dia pode chegar ao fim. A afirmação tem como base a transformação de alguns cabarés parisienses em casa de espetáculos à americana.  O mais famoso dos cabarés que ainda apresentam o tradicional Cancan – Moulin Rouge – é um dos poucos que preservam heroicamente o espetáculo do século XIX. O restaurante também guarda a tradicional decoração que lembra a “belle époque”.

O “French Cancan” foi criado no século XIX, inicialmente executado a dois nos bailes e cabarés da boemia parisiense, foi gradualmente sendo dançado apenas por mulheres. Teve a influência na quadrilha europeia, mas alguns passos se assemelham à capoeira, ao frevo e seus saltos assemelham a um tipo de dança russa. O conjunto de movimentos corporais e de expressões faciais torna a dança alegre, enérgica e ao mesmo tempo sensual.

 

O Cancan, a tradicional “dança indecente”

O levantamento de pernas dando chutes no ar elevando as saias leves, rodadas e de cores vibrantes, deixam à mostra as ligas que prendem as meias arrastão. Considerada imoral e vergonhosa pelas autoridades e pela sociedade tradicional, a dança foi proibida pela polícia “em nome dos bons costumes”. Mesmo assim, os cabarés funcionavam quase que clandestinamente.

Ao longo do tempo foram perdendo seu glamour e gradativamente substituídos por novos conceitos de espetáculo, entre os quais o gênero americano acrescentado por shows de acordeon, humorísticos e de entretenimento. Em outros casos, os salões foram reformados para abrigar, por exemplo, uma sala para projeção de filmes.

Antes que o Cancan desapareça totalmente, vá a um cabaré típico viver a boemia de então. Os que ainda preservam a tradicional “dança indecente” são o Moulin Rouge, que possui 800 lugares e um show espetacular, o Belle Époque Paris, que mistura o gênero “Music Hall” e  o Paradis Latin, que propõe um espetáculo bem interessante com a introdução de sapateado, danças da Corte e malabarismos. As reservas devem ser efetuadas antecipadamente. Existem planos diversificados para cada restaurante e cabaré.

Sueli Gutierrez

 

Sua viagem para Paris está programada e precisa dar uma acelerada no francês. O Melhor de Paris também selecionou o melhor curso de francês para você aprender em tempo recorde com professores nativos. Contate o IFESP.