Por que as crianças francesas sempre estão bem vestidas?

A- A+

Na França até as crianças andam na moda. Em Paris podemos ver meninas e meninos seguindo um estilo boho, grunge ou chique.

Qual o segredo dos pais franceses para vestir seus filhos?

Desde o primeiro sinal de gravidez é normal encontrar pais já se preparando para receber seu filho. E qual é um dos pontos principais? O guarda roupa é claro! Em media, uma criança ganha de presente 25% de seu guarda roupa de amigos e familiares mesmo antes de nascer. E os outros 75% Isto fica a cargo dos pais.

O mercado da em crescimento na França

Há 20 anos o mercado de moda infantil vem vivenciando um crescimento enorme, tornando-se um setor importante, principalmente na Europa. Com baixas taxas de natalidade e um orçamento maior, famílias europeias estão cada vez mais dando mais atenção aos mimos de seus filhos, afirma pesquisa feita por um jornal local. Em alguns casos, as crianças se tornam pequenos “modelos” mesmo se seus pais não levem a moda muito a serio.

A moda infantil na França

Não é de surpreender que a moda infantil tenha ainda mais adeptos na França, país da moda e da alta costura. Esqueça cores muito berrantes (rosa, verde, laranja) e listras, jeans com buracos e tênis. Os franceses querem que os seus filhos estejam elegantes ao invés de manter a sua “inocência” nas roupas.

As roupas infantis, portanto, correspondem às de seus pais (principalmente mães francesas): sóbrias e sofisticadas. Além disto, de alguns anos para cá, as crianças passaram a acompanhar seus pais em eventos sociais em geral, o que influenciou ainda mais esta visão de criança adulta na moda infantil francesa. Os pais franceses querem vestir seus filhos como se eles fizessem parte de seu circulo social e não como só crianças.

Como mudou o mercado da moda infantil na França?

Do ponto de vista histórico a moda infantil começou a mudar quando, em 1968, os uniformes foram banidos das escolas. Sem uniforme, a demanda por vestimentas infantis cresceu, porém de forma ordenada. Em Paris, por exemplo, se um aluno usa roupas com buracos ou muito excêntrica na escola, ele deve usar uma blusa cinza para cobrir e não terá o direito de brincar com as outras crianças na hora do recreio. Os pais não se queixam: eles estão mesmo convencidos de que tais regras são benéficas para a educação de seus filhos.

Há pais franceses que não concordam. Por que gastar tanto dinheiro em roupas infantis se elas vão perder todas logo? Ao mesmo tempo ha pais que são a favor do crescimento deste mercado: em media uma criança passa a escolher suas roupas a partir dos 13 anos de idade, se não aproveitar para vesti-lo agora, não poderei nunca mais! Afirmou uma mãe francesa entrevistada pelo jornal local.

E você? O que acha da moda infantil? Existe idade para moda?

Comentários