Crianças francesas fazem manha?

A- A+

Será que os franceses são tão melhores pais assim que os de outras nacionalidades? O que será que a cultura francesa reserva para a educação das crianças? Mães brasileiras devoraram o livro da jornalista americana Pamela Druckerman, “Crianças francesas não fazem manha”, atrás de dicas e informações que pudessem ajudá-las a ser melhores mães.

Educação à la francesa!

A verdade é que a educação de crianças francesas não tem segredo, os franceses acreditam acima de tudo que crianças são crianças e adultos são adultos, portanto nem um e nem outro devem invadir seus respectivos espaços. Quer entender um pouco mais? Veja aqui algumas características da educação francesa:

Crianças devem ser crianças

Crianças são crianças e devem ser tratadas como tal. Ao passo que precisam de orientação de um adulto, as crianças não devem ser tratadas como adultos e sofrer todos os tipos de estresses da vida. Crianças devem ser livres para brincar, socializar e aprender. Dificilmente terão agendas tão apertadas quanto a de adultos com cursos de línguas, curso de piano, ballet, judô e etc.

Adultos devem ser adultos

A partir do nascimento de seu filho, você será um pai ou uma mãe responsável por uma vida. Mas, ao contrario do que acontece, a sua vida não será somente isto. Um adulto deve entender que ele é pai, mas não somente pai. É importante que ele mantenha outros setores de sua vida ativos além da paternidade ou da maternidade.

Nada de certo ou errado

Uma criança deve aprender a ter um senso crítico sozinha. É muito diferente quando os pais dão apoio para a criança tomar suas próprias decisões do que quando apenas proíbem ou são permissivos. Ao invés de dar uma ordem ou permitir algo, questione o motivo da decisão de seu filho e faça-o argumentar. Ensine-o a assumir suas próprias responsabilidades.

Liberte-se da culpa

Muitos pais e mães se sentem culpados por não terem tanto tempo com seus filhos quanto gostariam. Ao se sentir culpados, tendem a oferecer amor, carinho e bens materiais como recompensa. Ao invés de quantidade, pense em qualidade. Aproveite o tempo com seu filho para oferecer-lhe algo prazeroso e não se culpe por não estar com ele todo o tempo. À medida que ele crescer, ele irá lhe agradecer! As francesas sabem que precisam trabalhar para poder sustentar seus filhos e não se sentem culpadas por isso. Após o trabalho, se dedicam integralmente a eles. Tudo a seu tempo.

Confira todas nossas dicas para seus kids.

Comentários